SDG

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

COMO O SENHOR DEUS QUER QUE VIVAMOS NO PRESENTE SÉCULO





Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Porecatu / PR – 08.11.09
Culto vespertino

“Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente.”  Tito 2:11,12. 

INTRODUÇÃO / EXÓRDIO 
Recentemente foi mostrada em uma reportagem televisiva, o encontro dos Rio Negro e Solimões. A curiosidade, como é sabido, as águas deles não se misturam, mas seguem lado a lado. A explicação é que a composição das águas (sais, algas, etc.) é tão diferente que não se fundem. Essa é uma boa ilustração daquilo que deve acontecer conosco em relação ao mundo em que estamos. Vivemos no mundo, estamos no mundo, mas não somos do mundo. Caminhamos e existimos lado a lado com pessoas que não temem, não ama, não crêem no Senhor, mas jamais podemos nos “fundir” com seus pensamentos, idéias e valores. Devemos influenciá-los com a pregação do Evangelho e com nosso BOM testemunho (não “tristemunho”). Assim, como os dois rios, ou como a água e o óleo, não podemos nos misturara a tal ponto de perdermos as características do caráter de Cristo, que habita em nós. 

EXPLICAÇÃO – QUEM FOI TITO 
“Tito era gentio de nascimento (Gl 2:3), e se converteu pelo ministério do apóstolo Paulo (Tt 1:4). Ele acompanhou Paulo a Jerusalém por ocasião do concílio apostólico (At 15:2; Gl 2:1-3) Foi o emissário de Paulo à igreja em Corinto durante a terceira viagem missionária (2 Co 7:6,7; 8:6,16). Tito e outros dois irmãos levaram a carta que denominamos 2 Coríntios, e instou com eles a que cumprissem sua promessa de fazer uma contribuição para os cristãos pobres de Jerusalém. Paulo deixou Tito em Creta para usar seus dons administrativos na consolidação do trabalho ali. Ártemas (ou Tíquico) substitui Tito em Creta para que este pudesse juntar-se a Paulo em Nicópolis (Tt 3:12), de onde Paulo o enviou à Dalmácia (região da antiga Iugoslávia) (2 Tm 4:10). Diz a tradição que Tito retornou a Creta onde morreu.” (ABA). 

ARGUMENTAÇÃO / DIVISÕES 
O texto lido nos ensina que a manifestação da graça de Deus através do ministério salvífico de nosso Senhor Jesus Cristo. A graça de Deus produz, na vida daquele que crê, alguns efeitos que são elementares, fundamentais e visíveis na vida de todo aquele que se converte e confessa sua fé em Jesus. 

A graça de Deus nos educa, isto é, Deus nos ensina. E o que Deus nos ensina? Segundo a Palavra de Deus, somos ensinados, instruídos, orientados por Deus a renegarmos as paixões mundanas, que são as atrações que o mundo secular exerce sobre nossas vidas. 

Deus faz isso tudo porque Ele quer que vivamos de um modo diferente do mundo, um modo de vida que somente o Senhor pode nos ensinar a ter. Você quer aprender? Vejamos o que nos diz o versículo 12.

1 – DEUS QUER QUE SEJAMOS SENSATOS
“Sensatez = qualidade do sensato, bom senso, discrição, prudência.” (Michaelis).

Essa qualidade nos ensina a nos afastarmos do mal e nos aproximarmos de Deus. A Bíblia fala por diversas vezes acerca dessa qualidade do crente.
Destacarei dois textos do Evangelho de Mateus:
Mateus 7:24,25 – a casa sobre a rocha;
Mateus 25:1-13 – as virgens prudentes e as néscias.

A prudência está em vivermos uma vida edificada sobre a rocha que é Jesus; e em mantermos nossas lâmpadas acesas, que representa a nossa comunhão com o Senhor, e que estejamos preparados para o dia da Sua vinda.

2 – DEUS QUER QUE SEJAMOS JUSTOS
A justiça é uma dos atributos de Deus, nosso Deus é um Deus justo! Por isso que Ele enviou Jesus para morrer na cruz por nós, para que através do sacrifício de Seu próprio Filho, sejamos justificados de nossas iniqüidades. Mas aqui, a Palavra nos diz que Ele quer que vivamos de modo justo. O que isso significa?

2.1 – Ter sido justificado, isto é, “reconhecido por inocente”; haver passado pela justificação que Cristo nos concede, que é o “ato pelo qual o homem, passando do pecado ao estado da graça, torna-se digno da vida eterna”. (PEB). (Romanos 5:1).

2.2 – Praticar a vontade de Deus, que é justa e está contida em Sua Palavra, vivendo de modo justo e digno do Senhor, fazendo diferença na sociedade “injusta” (não justificada) na qual vivemos e existimos. Para entendermos melhor a diferença entre sermos ou não sermos justos, observemos o que a Palavra de Deus nos diz no Salmo 1.
Justos:
  • não anda no conselho (orientação, ideal, vontade) dos ímpios;
  • não se detém, não anda no caminho dos pecadores;
  • nem se assenta na roda dos escarnecedores;
  • seu prazer não está nessas coisas, mas na lei do Senhor;
  • medita dia e noite nessa lei;
  • como uma árvore junto a ribeiros de águas produz fruto e folhagem;
  • é bem sucedido em tudo que faz;
  • o Senhor conhece o seu caminho.

Ímpios:
  • são como a palha (lixo) espalhada pelo vento;
  • não prevalecerão no juízo, isto é, serão condenados, perecerão;
  • não permanecerão na congregação dos justos;
  • o seu caminho perecerá.

2.3 – Podemos entender o “ser justo”, também, como o ato de imitar ao Senhor Jesus. Não temos em nós mesmos essa qualidade, por isso podemos nos espelhar nEle, o nosso exemplo máximo, Deus encarnado, que viveu nesse mundo de modo digno e justo.
“Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado.” Hb 4:15.

3 – DEUS QUER QUE SEJAMOS PIEDOSOS

“Piedade = Amor e respeito às coisas religiosas; devoção, religiosidade. Compaixão pelos sofrimentos alheios; pena, dó. Misericórdia.” (Michaelis).
Ser piedoso é observar a Palavra de Deus em nossas vidas, é buscar viver de acordo com os mandamentos do Senhor. Mas como o mundo está carente de homens e mulheres piedosos, e não é de hoje.
“Socorro, SENHOR! Porque já não há homens piedosos; desaparecem os fiéis entre os filhos dos homens.”  Salmos 12:1.

Esse esfriamento alcançou também a Igreja eleita de Deus em diversas fases da história. Certamente em função também de 1 Timóteo 3:12.
“Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos.”  1 Timóteo 3:12.
A impressão que se tem é que há um esfriamento cada vez maior no que tange à fidelidade e à piedade. Certamente uma confirmação do que nos disse o Senhor Jesus:
“E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos.”  Mateus 24:12.

Mas temos por motivo de alegria que o piedoso não passará despercebido aos olhos de Deus.
“Sabei, porém, que o SENHOR distingue para si o piedoso; o SENHOR me ouve quando eu clamo por ele.”  Salmos 4:3.

Certamente são estes que Jesus disse que o Pai procura na Terra:
“Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores.” João 4:23.

CONCLUSÃO
Precisamos ser ensináveis. O texto bíblico nos diz que a graça de Deus veio não somente para nos salvar, mas também para nos educar. Educação é ensino, por isso precisamos ser ensináveis, isto é, prontos para a prender a ser SENSATOS, JUSTOS E PIEDOSOS, pois é da vontade de Deus que vivamos dessa maneira. Que possamos buscar este aprendizado, para a honra e glória do Senhor!


Material de apoio:
ABA - A Bíblia Anotada
PEQ - Pequena Enciclopédia Bíblia
Dicinário Michaelis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE, DEIXE SEUS COMENTÁRIOS!!!

Obs: comentários serão bem-vindos se forem educados e não usarem termos ofensivos. Podemos discordar, mas vamos procurar manter o nível da educação e do respeito. Obs.: ao comentar identifique-se, pois não publicamos comentários anônimos.

Best regards in Christ, God bless you!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plano de leitura bíblica em um ano da Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura bíblica em um ano da Sociedade Bíblica do Brasil

A DEUS TODA GLÓRIA!!!

A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Blogs interessantes

"Os céus proclamam a glória de Deus..." SL 19:1 - imagens do satélite espacial Hubble - NASA / USA

Loading...