SDG

domingo, 15 de janeiro de 2012

PASSADO, PRESENTE E FUTURO - AVALIAÇÃO, ATITUDES E METAS


Por: Rev Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti - S.Caetano do Sul / SP
08.01.12 - item 1
15.01.12 - item 2 

TEXTO BÁSICO – FILIPENSES 3:12-14
"12 Não que eu o tenha já recebido, ou tenha obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus.
13 Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma cousa faço: esquecendo-me das cousas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão,
14 prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”


EXÓRDIO
O que é a vida? O que é o tempo? Quando pensamos na vida muitas vezes não compreendemos muitas coisas. Já vivemos muitas situações, outras estamos vivendo agora e tantas outras ainda virão. Como reagimos diante dos desafios que se nos apresentam? E quais serão esses desafios no futuro? Quais foram nossas vitórias? Quais serão nossas derrotas? Quais são as nossas atitudes diante das circunstâncias da vida? Deus fez a vida e fez o tempo também. Podemos não saber muitas coisas acerca da vida, mas sabemos com certeza o que já vivemos no passado, o que estamos vivendo no presente e não sabemos por certo muitas coisas concernentes ao nosso futuro, mas temos planos e sonhos, e tudo que fizermos hoje terá uma reação ou efeito em nosso amanhã.

Precisamos fazer como Paulo e olhar para a nossa vida não na perspectiva humana, mas na perspectiva de Deus, com olhos da fé e não só com os olhos da carne.

EXPLICAÇÃO
Estranhamente esta carta é conhecida como a carta da alegria, pois o Apóstolo Paulo estava preso quando ela foi escrita. Muito provavelmente em Roma por volta do ano 60 A.D. Ver 1:13 guarda pretoriana que era uma tropa destacada especialmente para o imperador em Roma. Paulo estava com sua vida em jogo, ele seria julgado perante César 1:20,21. Como será que estava a mente do apóstolo Paulo diante daquela circunstância terrível pela qual ele passava? Como ele encarava a sua vida e a sua possível morte? Quais eram as suas perspectivas de vida e sua provável morte? É nesse contexto que o Apóstolo Paulo avaliou o seu passado, presente e futuro, e demonstrou uma segurança que somente Cristo pode dar.

Vejamos mais de perto como ele fez essa auto-análise.
ARGUMENTAÇÃO

1 – Com respeito ao passado – ESQUECER – vs 13a
Precisamos saber lidar com nosso passado. Ele pode nos trazer prazer ou amargura, pode nos fortalecer ou nos enfraquecer. Paulo poderia sentir-se muito culpado devido aos seus erros At 7:58; 8:1. Poderia também orgulhar-se de seus acertos e experiências. Em ambas as situações ele estaria agindo errado, por isso que ele diz que se esquecia das coisas do passado. É claro que não se trata de lavagem cerebral, mas trata-se de:

- superação de traumas, culpas, dores, sofrimentos, mágoas, frustrações, derrotas, etc.; e também,
- manter sempre a humildade quanto a tudo de bom que produzimos, sabendo que Deus é o único merecedor de glórias e honras, e que se fizemos algo de bom não fizemos nada mais do que devíamos fazer (Lc 17:10).

NÓS APRENDEMOS COM NOSSOS ERROS. Creio que a vontade de Deus é que o nosso passado seja nosso professor, nosso mestre, e não nosso coveiro ou nosso carrasco. Precisamos ser curados, libertos de nosso passado para vivermos uma vida cristã frutífera. Precisamos recorrer a Jesus o médico de almas, o médico dos médicos pedindo perdão por nossos erros e a cura das nossas feridas, e seremos perdoados e curados.

APRENDEMOS COM OS ERROS DOS OUTROS. O perdão tem o poder de curar nossa alma. Quando perdoamos os erros de outrem, somos os primeiros a ser beneficiados e tratados pelo Senhor. Estamos assim imitando-O, porque é Ele o nosso exemplo máximo de perdão. "Perdoai e sereis perdoados" Lc 6:37.

QUAL EXEMPLO VAMOS SEGUIR? O do apóstolo Pedro e o do próprio apóstolo Paulo que se arrependeram e foram transformados pelo Senhor Jesus ou o exemplo de Judas que sentiu remorso e culpa e desistiu de tudo indo suicidar-se? Qual a diferença entre eles? A diferença é que Pedro e Paulo creram e temeram ao Senhor, eles eram pecadores, mas tinham FÉ; quanto a Judas o que sabemos é que ele foi enforcar-se quando caiu em si, ele fez isso porque não tinha FÉ, mas desistiu de tudo; ele é o próprio exemplo da covardia, desistência e derrota.

Através da nossa conversão recebemos o perdão dos nossos pecados, e o Senhor que veio habitar em nós através do Espírito Santo implanta em nós um novo coração, Ele mesmo é quem opera em nós a cura das nossas feridas e culpas e nos concede fé para vencermos as nossas fraquezas.

FÉ, essa era a realidade de Paulo quando disse que se ESQUECIA das coisas que para trás ficavam, pois só podemos lidar corretamente com nosso passado através da fé no amor, perdão e graça de Deus.

2 – Com respeito ao presente – AVANÇAR – vs 13b Significa não se acovardar, não parar e não se desanimar diante dos desafios que se nos apresentam HOJE, mas encara-los de frente buscando concretizar a obra de Deus a começar em nossas vidas. O que Paulo tinha diante de si? A própria MORTE! É nessa condição que ele diz que avançava para o que estava diante dele. Significa que ele não se acovardou naquela situação difícil pela qual passava. O apóstolo Paulo só podia dizer essas palavras diante da própria morte que o aguardava porque Deus estava em sua vida desde aquele dia no caminho de Damasco quando Cristo entrou em seu coração, conforme nos diz o vs. 12, o dia em que ele foi “conquistado” por Cristo.

Nota-se que a sua atitude no presente é fruto de sua visão do passado, da FÉ, da certeza que ele tinha em sua salvação. Se ele vivesse cheio de culpas e traumas certamente não teria essa atitude. O que está diante de nós? Qual é o nosso desafio hoje? Seja qual for o nosso desafio, para avançarmos é preciso ter FÉ, pois sem ela é impossível agradar a Deus, e essa FÉ vai gerar em nós:- coragem – não fugir nem retroceder;- determinação – ir até o fim;- responsabilidade – cumprir seus votos e deveres;- humildade – toda a glória é do Senhor;- compaixão – o amor ao próximo que é ordem do Mestre, fundamental na igreja;- alegria – uma razão para se viver feliz e satisfeito em toda circunstância.

Dons e talentos a serviço do Senhor, vida de oração e estudo da Bíblia, doutrina, santidade, trabalho com fé, dedicação e amor. Uma vida com sentido, com real valor. Não uma vida firmada em falsas alegrias e falsos valores, mas uma vida firmada em Deus que é o autor e mantenedor da vida. Quando vivemos assim podemos avançar com fé para as coisas que estão diante de nós porque confiamos em um Deus que sempre se faz presente na vida de todo aquele que nEle crê.
Para muitas pessoas no mundo a vida perdeu o sentido, viver torna-se um fardo quando não se tem Jesus. Muitos estão procurando uma razão para suas vidas e vivem infelizes, pois deixaram de considerar a melhor forma de se viver a vida, que é viver tendo Deus como o centro de suas vidas. Através do novo nascimento recebemos forças para viver, a vida ganha o seu verdadeiro sentido e somos capacitados para enfrentarmos os desafios que surgem na certeza de que Ele é fiel para nos guardar e proteger, e que não seremos provados além do que poderemos suportar 1 Co 10:13.

3 – Com respeito ao futuro – PROSSEGUIR PARA O ALVO – vs 14 Não podemos viver sem um alvo, uma meta a ser alcançada. Qual é o nosso alvo? Qual a nossa meta? O que Paulo tinha em mente quando disse “prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus”? Ele se referia à vida eterna no Céu, e conhecer a Cristo (3:10).

Paulo passou pela conversão no caminho de Damasco quando Cristo entrou em seu coração, mas esse conhecimento ainda era limitado, assim como é para nós hoje. Paulo fala aqui do maior presente que o ser humano pode receber de Deus, a coisa mais importante de todo o universo: CONHECER O SENHOR de um modo tão pessoal, direto e elevado que está reservado somente para aqueles que adentrarem a glória celestial. Em Hb 1:3 vemos que Jesus é a expressão exata do ser de Deus.

Em 2 Tm 4:7 encontramos Paulo falando acerca daquilo que entendemos que era o seu alvo de vida.
"Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé." (2 Tm 4:7).


Esse é o principal alvo de vida de todo cristão verdadeiro: encontrar-se com Cristo na glória celestial. Para nós nada é mais importante do que isso. A maneira bíblica de se esperar esse glorioso dia, é prosseguir lutando pela obra do Senhor, seguindo para o alvo, servindo ao Senhor de todo o nosso coração – 1 Co 9:24-27.

"...mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que O amam." 1 Co 2:9. (Ver também Mt 6:19,20).


Quem tem o céu como meta de vida eterna deseja ver aqui na Terra a vontade de Deus se cumprindo 1 Co 7:19; Ap 2:10b. Através da salvação no Senhor Jesus recebemos de Deus a certeza da vida eterna e a promessa de um tesouro imensurável guardado por Deus, e que ainda que a nossa vida aqui na Terra tenha seus momentos difíceis nós podemos dizer como Jó 19:25

“Eu sei que o meu Redentor vive, e por fim se levantará sobre a terra. Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus”;
e como o próprio Paulo em 1 Timóteo 1:12b
“porque eu sei em quem tenho crido, e estou bem certo de que Ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia”.

CONCLUSÃO Como lidamos com nosso passado, presente e futuro? Como temos lidado com nosso passado? Temos perdoado tudo ou guardamos mágoas e rancores em nosso coração?

1 - Hoje estamos construindo nosso futuro, e quando o futuro chegar nos recordaremos de nosso hoje, que lá será o passado. Somos o fruto de nosso passado e queiramos ou não estamos participando da construção de nosso futuro. O que estamos vivendo em conseqüência de nosso passado? Como estamos trabalhando em prol de nosso futuro?
Na vida secular: trabalho, estudos, reputação, dignidade, nome limpo, fidelidade no lar.
Na vida espiritual: santificação, trabalho, estudo da Bíblia, compromisso com Deus, compromisso com a igreja. Tudo que o homem semear isso também ceifará – Gálatas 6:7.

2 - Através do perdão de Cristo Jesus toda nossa perspectiva de vida muda:
- o passado ao invés de frustrações e culpas torna-se aprendizado;
- o presente ao invés de medo e tristezas é vivido com coragem e fé;
- o futuro ao invés de incerteza e insegurança é aguardado com a certeza da vida eterna e a paz que excede a todo entendimento.

3 – Quem vive com Cristo é feliz:
- nosso passado foi perdoado
- nosso presente faz sentido
- nosso futuro é seguro.


Sermão pregado anteriormente na IPB de Porecatu / PR 31.12.08 - Culto de Ano Novo; e na 3ª IPB de Barretos / SP 27.12.09 - Culto Vespertino. 

SOLI DEO GLORIA!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE, DEIXE SEUS COMENTÁRIOS!!!

Obs: comentários serão bem-vindos se forem educados e não usarem termos ofensivos. Podemos discordar, mas vamos procurar manter o nível da educação e do respeito. Obs.: ao comentar identifique-se, pois não publicamos comentários anônimos.

Best regards in Christ, God bless you!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plano de leitura bíblica em um ano da Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura bíblica em um ano da Sociedade Bíblica do Brasil

Blogs interessantes

"Os céus proclamam a glória de Deus..." SL 19:1 - imagens do satélite espacial Hubble - NASA / USA

Loading...